Primavera

Todos os anos a natureza nos oferece uma das mais lindas e importantes lições: a Primavera. O que bem podemos entender por renovação. Após os rigores do Inverno, a Primavera brota em vida, em muitas flores, qual sinfonia harmônica de louvor a Deus, ofertório inigualável de irradiação de cores e alegria. Em profundo silêncio, refaz-se de todo o sofrimento acontecido durante o Outono e o Inverno. Renova-se em grande estilo, prepara-se com esmero e calma e aguarda o majestoso Verão.
 
Deixamos pouco tempo de nossas vidas para observar o Livro Divino que se manifesta através da natureza. Perdemos assim, lições preciosas de ânimo, luta, paciência e beleza, pois jamais nenhum inverno, por mais duro e implacável, impediu a renovação da Primavera, ensinando-nos, assim, que todas as dores e dificuldades nada mais são do que um desafio ao desabrochar da nossa primavera interior, repleta das mais insuspeitas flores como a compreensão, a submissão à vontade do Pai e até o trabalho incessante que remove toda e qualquer ruína.
 
O inverno interior, regado e fertilizado pelas lágrimas, promove a primavera da renovação da vida, em trabalho constante pela edificação do Espírito, tendo por norte o Evangelho do Cristo e a caridade. Se olhássemos com olhos de aprender, veríamos a lição abençoada que Deus nos manda, na atividade silenciosa da natureza, reagindo aos rigores e maus tratos do Inverno e coroando-se pelo esforço próprio em gloriosa manifestação de múltiplas cores e perfumes.
 
A primavera interior jamais se dobra à dor, resiste sempre, e muitas vezes com surpreendente heroísmo, a todo e qualquer impedimento da vida, brota triunfal por todos os campos, jardins ou brechas do nosso eu, em aleluia de finos odores e exuberantes cores rendendo homenagem ao Pai criador da vida, por vencer mais um ciclo.
 
Pena sermos tão pouco observadores e tão pouco sensíveis às lições da natureza que sempre nos instigam à luta e à plenitude das vitórias! Muitos de nós sucumbe ao pensar no inverno e perdemos toda a luz ao primeiro contato com a dor. Exibimos um espetáculo deplorável de recusa à renovação, preferindo nos enterrar no eterno inverno interior sem mobilizar o livre arbítrio da coragem, essa coragem que existe e está disponível a todos, mas que necessita do trabalho da vontade, para realizar a maravilha da renovação primaveril, mesmo que seja com um único e tímido sorriso.
 
O nosso espírito passa ciclicamente pelas fases da natureza. O pensativo Outono, o frio e desconfortável Inverno, o renascer glorioso da Primavera com a sua renovação cheia de alegria, alcançando o gozo inconfundível do calor do Verão. Efetiva-se, então, um ciclo de crescimento e que recomeça como todo o ciclo natural de crescimento contínuo e eterno. Os que interrompem esse ciclo fixam-se em uma das etapas, acarretando para si grandes dores pois a Natureza não estaciona e é para todos a vivência de suas etapas.
 
Há muito investimento e trabalho nisso tudo, o que é próprio e faz parte da Natureza. É um processo tão claro e verdadeiro que o grande Mestre Jesus diz: “O Pai trabalha incessantemente e eu também.”
 
Logo, mãos à obra! Trabalhemos incessantemente pela primavera de nossos espíritos, renovando-nos ciclicamente em crescimento espiritual necessário pela graça de Deus!
 
Eudosia Acuña Quinteiro
 

SOBRE NÓS

O GSIA é uma associação civil de direito privado, beneficente, filantrópica, cultural, filosófica, espírita kardecista, altruística e sem fins econômicos, reconhecida por seu trabalho na assistência socioeducativa com sustentabilidade. Atua em prol de famílias de baixa renda, somando ao auxílio material os valores da Espiritualidade Cristã.

LOCALIZAÇÃO

(11) 3938-7800

Rua Souza Ramos, 54

São Paulo/SP - Vila Mariana - CEP 04120-080

Rua das Espadas, 785
São Paulo/SP - Pedreira - CEP 04473-010

CONECTE-SE
  • Facebook Social Icon

© 2020 por GSIA